Bancos cooperativos têm baixo índice de reclamações em ranking do BC

O Banco Central do Brasil divulga periodicamente o Ranking de Reclamações do Sistema Financeiro Nacional. Bancos e financeiras são avaliadas em dois grupos distintos: instituições com mais de quatro milhões de clientes e instituições com menos de quatro milhões de clientes. Os dois principais conglomerados formados por instituições financeiras cooperativas, o Banco Cooperativo do Brasil e o Banco Cooperativo Sicredi, pertencem ao segundo grupo. No 4º trimestre de 2017, ambos apresentaram índices de reclamações bem abaixo dos que foram atribuídos aos maiores bancos brasileiros.

O Sicredi, com três reclamações reguladas, nenhuma delas considerada procedente, teve índice de 0,93 e ficou na 85ª posição. Já o Bancoob, com três reclamações procedentes, teve índice de 30,26 e ficou no 72º lugar entre as instituições com menos de quatro milhões de clientes. Para chegar a esse indicador, conforme a metodologia do Banco Central, o número de reclamações reguladas procedentes é dividido pelo número de clientes e depois multiplicado por 1.000.000.

Para fins de comparação, o Santander, que ficou em primeiro lugar entre as instituições financeiras com mais de quatro milhões de clientes, tem índice de 219,41, com 1,7 mil reclamações julgadas procedentes. Nesse ranking, as maiores instituições financeiras brasileiras, em número de clientes, estão entre as mais reclamadas quando considerado o número total de reclamações: Caixa (3º lugar), Banco do Brasil (4º lugar), Itaú (6º lugar) e Bradesco (7º lugar).

O ranking completo pode ser consultado no site do Banco Central do Brasil.

Inserir Comentário